AEDES AEGYPTI

Militares da FAB participam da quarta fase da campanha do Ministério da Defesa

Ações do efetivo ocorreram em vários estados brasileiros
Publicado: 11/03/2016 08:00
Imprimir
Fonte: BANT/ BAFL, CEMAL, MD, EPCAR

Palestras assistidas por mais de 8 mil jovens  Ten Renata CamposA força-tarefa do Ministério da Defesa no combate ao mosquito Aedes Aegypti, que incluiu a participação das Forças Armadas, contou com o engajamento de cerca de 6,5 mil militares. Eles visitaram 3 mil escolas em todas as unidades da federação, alcançando um público estimado de 529 mil estudantes, durante o período de 19 de fevereiro a 4 de março.

O trabalho fez parte da quarta e última campanha nacional de combate ao mosquito Aedes Aegypt. O objetivo foi conscientizar crianças e jovens para a necessidade de diminuir a reprodução do mosquito transmissor da dengue, zika e chicungunya.

“Considero que nossa missão foi cumprida, pois abordamos o máximo de jovens possíveis e o mais importante é saber que contribuímos para conscientizar a juventude do Rio Grande do Norte para esse grande problema que estamos enfrentando”, avalia o Coordenador da ação pela FAB no Rio Grande do Norte, Major Infante Fábio Silva Lopes.

Confira abaixo como foi a participação dos militares da FAB em diversas localidades:

  Barbacena (MG) – A Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) visitou oito escolas, alcançando 2936 alunos das redes municipal e estadual de ensino, desde o dia 19 de fevereiro. O trabalho consistiu em ministrar palestras educativas, além de distribuir cartazes e folhetos informativos sobre o mosquito, as formas de prevenção e os cuidados domésticos para eliminação dos focos e larvas. 

Um dos locais visitados foi a Escola Municipal Francisco do Vale. “É de suma importância começar o trabalho de conscientização o quanto antes porque na escola nós trabalhamos com o futuro desses alunos. A orientação vinda de fora do ambiente escolar tem um peso maior”, ressalta a professora de Língua Portuguesa Josiane Zille.

A EPCAR também participa ativamente de ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti no município em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Uma equipe formada por 30 militares da unidade recebeu treinamento específico para atuar nas ações de campo de prevenção e conscientização. Ao todo, 150 militares do efetivo estão envolvidos nas atividades de coordenação, apoio e trabalho de campo.

  SCS BANTRio Grande do Norte – Cerca de 70 militares das unidades da FAB no Estado ministraram palestras de prevenção ao aedes aegypti, no período de 15 de fevereiro a 04 de março. Foram visitadas 42 escolas das redes pública e privada de ensino, nas cidades de Parnamirim, Nova Cruz, Macaíba e São Paulo do Potengi. No total, 8.175 crianças e adolescentes, dos ensinos fundamental e médio, foram orientados sobre como evitar, identificar e denunciar focos de reprodução do mosquito em suas casas, escolas e demais locais que frequentam.

“As palestras são úteis porque nós estamos vivendo um caso alarmante e todos têm que saber o que fazer para acabar com o mosquito. São coisas que eu vou levar para minha casa, para minha família”, afirmou Yann David de Oliveira Silva, de 16 anos, é aluno do 1º ano da Escola Estadual Eliah Maia do Rêgo, em Parnamirim, após assistir a uma palestra ministrada pelos oficiais da FAB.

Uma das orientadoras da FAB foi a Tenente Fisioterapeuta Renata Campos Wanderley Melo. “As crianças possuem grande disposição para aprender novos hábitos e influenciam positivamente os adultos. Ao levar o que ensinamos para dentro de casa, eles cobram dos adultos e ensinam como se prevenir do mosquito, fazendo com que os pais e responsáveis mudem de comportamento para dar o exemplo”, defende a oficial.

Rio de Janeiro (RJ) - Uma equipe formada por militares do Centro de Medicina Aeroespacial (CEMAL) realizou a varredura de toda a área interna e externa do prédio, a fim de combater possíveis locais de proliferação do mosquito. Os oficiais médicos Tenente Roberta Rachid e Tenente Vogas elaboraram um relatório de atividades desempenhadas, além de tecerem orientações e esclarecimentos às equipes de limpeza e militares da unidade.

Florianópolis (SC) – A Base Aérea de Florianópolis (BAFL) abriu as portas para cerca de 60 estudantes, entre quatro e sete anos, do Colégio Jardim Anchieta. Os militares realizaram uma palestra de conscientização e entrega de material informativo sobre o mosquito Aedes Aegypti. Durante a visita, ocorreram também apresentações da Banda de Música e dos cães de guerra. Os estudantes puderam se informar, ainda, sobre a missão da BAFL e as formas de ingresso na Aeronáutica.