ENSINO

Aula inaugural marca início das atividades para futuros aviadores, intendentes e infantes

A palestra foi ministrada pelo Diretor-Geral do Departamento de Ensino da Aeronáutica
Publicado: 03/03/2016 16:30
Imprimir
Fonte: AFA

  “Estudei muito durante as férias e voltei antes para fazer as horas de nacele (cabine do avião). Agora é o momento de controlar a máquina”. A declaração é do cadete aviador Gabriel Borsatti sobre a expectativa de iniciar em 2016 as instruções em voo no T-25 Universal. Ele foi um dos cerca de 700 futuros oficiais que assistiram, na última terça-feira (01/03), à aula inaugural da Academia da Força Aérea (AFA), sediada em Pirassununga (SP).

Com o tema “Valores, carreira e vida militar”, a palestra foi apresentada pelo Diretor-Geral do Departamento de Ensino da Aeronáutica (DEPENS), Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez. Segundo o oficial-general, o objetivo foi passar uma mensagem sobre as regras e direcionamentos voltados aos cadetes. “Tentamos mostrar a importância dos nossos valores, o código de honra do cadete, a questão da disciplina e a hierarquia”, destacou.

  Quem vai começar a descobrir em 2016 essas diretrizes e valores são os alunos do primeiro ano da AFA. Eles já participaram do estágio de adaptação de 40 dias no início de fevereiro e agora se preparam para entrar em contato com os conceitos de administração que permeiam a primeira fase da graduação na Academia. “Sei que quando formados, teremos seções para gerenciar e a carreira exige um conhecimento nesta área”, afirma o Cadete Aviador Jean Marques do primeiro ano.

Já para os futuros aviadores, intendentes e infantes que estão no terceiro ano da graduação, o momento é de ter mais responsabilidades acadêmicas. Eles vão enfrentar o desafio da monografia. “Este é o ano em que o foco é a pesquisa científica. Nós identificamos um problema em nossa rotina ou abordamos um assunto ligado à defesa de nosso interesse e procuramos embasamento científico para propor soluções”, conta a Cadete Intendente Marcella Dornelles do terceiro ano da AFA.

  O quarto e último ano da Academia vêm com responsabilidades de chefia. É nesse período que os cadetes põem em prática o Programa de Treinamento de Liderança. Segundo o Cadete Aviador do quarto ano Rafael Vilete, eles têm o dever de passar o que já aprenderam para quem está nas fases iniciais. “Além dos desafios acadêmicos, o quarto ano é o momento em que os cadetes assumem grandes responsabilidades. Ensinando as diretrizes, normas e costumes aos cadetes dos esquadrões mais modernos”, finalizou.

A Academia - A formação na Academia da Força Aérea passa por uma rotina de estudos, exercícios físicos, além da formação ética e moral. O curso (de quatro anos) também inclui treinamentos como sobrevivência no mar e na selva, salto de emergência, entre outros. Ao concluir o curso, além do diploma nas graduações de aviação, intendência e infantaria, os cadetes recebem o título em Administração com ênfase em Administração Pública.

Veja no programa Fab em Ação como é a rotina do cadete da AFA: