SOCIAL

Helicópteros da Força Aérea Brasileira transportam voluntários para comunidade ribeirinha

Participaram da ação dois esquadrões de helicópteros que atuam na Amazônia
Publicado: 10/12/2015 08:01
Imprimir
Fonte: 1º/8º GAV, PAADS

Os helicópteros H-6Helicóptero Black Hawk na comunidade  Alexandre Villas Boas (PAADS)0 Black Hawk do Esquadrão Harpia (7º/8º GAV), de Manaus (AM), e H-36 Caracal do Esquadrão Falcão (1º/8º GAV), sediado em Belém (PA), transportaram, na última semana de novembro, voluntários e clínicas odontológicas móveis para comunidade ribeirinha de difícil acesso no Alto Arapiuns, oeste do Pará.

O objetivo foi prestar assistência social e de saúde à Nova Canaã, distante cerca de 850 km da capital paraense, às margens do rio Inambu, afluente do Rio Maró. Os moradores da comunidade levam até 30 horas de barco para chegar à cidade mais próxima: Santarém (distante 150 km de Nova Canaã). A navegação fica ainda mais complicada na época em que o nível do rio fica mais baixo.

Poulação ribeirinha e voluntários com tripulantes  Ten Takeo“Durante os meses de setembro a dezembro, apenas rabetas (canoas motorizadas) conseguem atravessar a cachoeira, o que é perigoso. As pequenas embarcações, chamadas de bajaras, e os barcos ficam sem navegar pelo rio até que o nível das águas suba novamente”, explicou o idealizador e diretor do projeto, Lelis Fachini Filho. “Se não fosse o apoio da Força Aérea Brasileira, não seria possível realizar esses trabalhos nessa época do ano”, complementou.

Programa social - Os voluntários são integrantes do Programa Alto Arapiuns de Desenvolvimento Sustentável (PAADS), sem fins lucrativos, que presta assistência odontológica, médica e social na Amazônia há cerca de 4 anos. É composto por diversos profissionais de vários estados. Além de Nova Canaã, 19 outras comunidades ribeirinhas são contempladas pelo projeto.

 

imagens/original/27157/aproximação h-36.jpg
imagens/original/27157/deslocamento santaré,-nova canaã.jpg
imagens/original/27157/h-36 na comunidade.jpg