TECNOLOGIA

Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial sedia corrida Baja

500 estudantes disputam prova com carros desenvolvidos em universidades
Publicado: 16/10/2015 11:43
Imprimir
Fonte: ITA/Agência Força Aérea

  Equita ITA Ômega BajaUma prova automobilística diferente acontece neste fim de semana (17 e 18 de outubro) no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP). Trinta veículos off-road desenvolvidos por estudantes universitários vão ser testados na prática e avaliados por engenheiros em provas estáticas e dinâmicas.

É a etapa Sudeste da competição Baja SAE BRASIL-Petrobras, o principal laboratório para a etapa nacional, que acontece no próximo ano. ​“Desenvolver nos futuros engenheiros as principais capacidades requeridas pelo mercado, como liderança, trabalho em equipe e gestão de projetos, é o grande objetivo dos programas estudantis da SAE BRASIL”, ressalta o engenheiro Frank Sowade, presidente da SAE BRASIL.

Neste fim de semana participam 30 equipes, sendo 10 de Minas Gerais, 10 de São Paulo, sete do Rio de Janeiro, duas do Espírito Santo e uma do Distrito Federal. Ao todo, são cerca de 500 universitários participantes. A equipe "da casa" é a do Omega Baja, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

A competição começará neste sábado (17)  com as avaliações de segurança, conforto e motor, e prova dinâmica que exercita a suspensão e capacidade de tração do veículo, todas ocorrendo simultaneamente à prova de apresentação teórica do projeto. No domingo (18), os carros enfre  Equita ITA Ômega Bajantarão, pela manhã, mais uma prova dinâmica que avalia a capacidade de aceleração e dirigibilidade do veículo. Em seguida ocorrerá o enduro de resistência, com três horas de duração. Essa última é a prova mais esperada da competição, realizada em terreno acidentado e com muitos obstáculos.

Os veículos são protótipos de estrutura tubular em aço, com quatro ou mais rodas e motor padrão de 10 HP, que devem ser capazes de transportar pessoas com até 1,90 m de altura e com até 113,4 kg. Os sistemas de suspensão, transmissão e freios, assim como o próprio chassi, são desenvolvidos pelas equipes, que têm, ainda, a tarefa de buscar patrocínio para viabilizar o projeto.​

Toda a programação é aberta ao público.

Serviço:

Competição Baja SAE BRASIL – Etapa Sudeste
Data: 17 e 18 de outubro de 2015
Dia 17 (sábado), das 8:00 às 18:00 – Avaliações (segurança, conforto e motor), prova dinâmica (suspensão e tração) e apresentação teórica do projeto – Todas as atividades são simultâneas.
Dia 18 (domingo), das 8:00 às 10:00 – Prova dinâmica (aceleração e dirigibilidade), das 11:00 até as 14:00 – Enduro de resistência. Das 14:30 às 15:30 – Premiação.
Local: DC
TA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial) – Entrada pela portaria principal (Praça Marechal Eduardo Gomes, 50, São José dos Campos / SP) – É necessário apresentar documento oficial com foto.

Instituições e Equipes

Minas Gerais – 10 equipes de 10 instituições
Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste) – Equipe Mini Baja Unileste (carro 27)
Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) – Equipe Corsários (carro 25)
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) – Equipe PUC Minas Baja Racing Team (carro 29)
Universidad
e Federal de Itajubá (Unifei) – Campus Itajubá – Equipe Saci (carro 20)
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Equipe Baja UFMG (carro 1)

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) – Equipe Baja UFOP (carro 23)
Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) – Equipe Komiketo Baja UFSJ (carro 3)
Universidade Federal de Viçosa (UFV) – Equipe UFVBaja Pererecas (carro 139)
Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) – Equipe Zebu Baja UFTM (carro 7)
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) – Equipe Espinhaço (carro 21)
São Paulo – 10 equipes de 10 instituições
Centro Universitário da FEI – Equipe FEI Baja (carro 2)
Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP) – Equipe EESC USP (carro 10)
Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) – Equipe Poli Audax (carro 9)
Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) – Equipe ITA Omega Baja (carro 12)

Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) – Equipe UNICAMP Baja SAE (carro 5)
Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP Guaratinguetá – Equipe Piratas do Vale Bardahl (carro 4)
Universidade Federal do ABC (UFABC) – Equipe Baja UFABC (carro 17)
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – Equipe Genau Baja UFSCar (carro 16)
Universidade Metodistas de Piracicaba (Unimep) – Equipe Baja Unimep (carro 24)
Universidade Presbiteriana Mackenzie – Equipe Mack Gear (carro 26)
Rio de Janeiro – 7 equipes de 7 instituições
Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ) – Campus Maracanã – Equipe Mud Runner (carro 11)
Centro Federal de Educa
ção Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ) – Campus Itaguaí – Equipe Trail Baja (carro 30)
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Equipe Reptiles Baja PUC-Rio (carro 18)
Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) – Equipe Quarter Mile UERJ (carro 28)

Universidade Federal Fluminense (UFF) – Equipe Tuffão Baja SAE (carro 8)
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Campus Macaé – Equipe Ali Babaja (carro 22)
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Campus Ilha do Fundão – Equipe Minerva Baja (carro 14)
Espírito Santo – 2 equipes de 2 instituições
Faculdades Integradas Espírito-Santenses (FAESA) – Equipe FAESA Baja (carro 19)
Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) – Equipe Vitória Baja (carro 6)
Distrito Federal – 1 equipe de 1 instituição
Universidade de Brasília (UnB) – Equipe Piratas do Cerrado (carro 15)