AVIAÇÃO

Com novo caça, Brasil volta a ser destaque, avalia editor

Adrian Cox destacou novas plataformas operacionais da FAB em visita ao Comandante da Aeronáutica
Publicado: 04/10/2015 08:06
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  Cabo V. Santos/Agência Força Aérea“Viajar é um assunto comum, junta as pessoas ao redor do globo”. Essa é a definição, na opinião de Adrian Cox, que faz com que a aviação seja um assunto que atrai, naturalmente, a sua e a atenção de milhares de pessoas. “Todos os países têm aviação. Isso faz o mundo um lugar menor”, ao se referir como a atividade aérea reduz distâncias e tem uma vocação internacional.

O inglês esteve em Brasília na última semana (29/09) para encontrar o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato. Adrian Cox dirige há 15 anos a Key Publishing, editora sediada no Reino Unido, responsável por cerca de 30 títulos sobre aviação que circulam em mais de cem países.

Antes do encontro, o editor conversou com a Agência Força Aérea sobre as expectativas que a comunidade aeronáutica internacional tem a respeito. Na opinião de Cox, a Força Aérea Brasileira vai entrar numa nova era ao agregar duas plataformas modernas à operação: o KC-390 e o Gripen NG. “Vocês estão liderando, não estão atrás de ninguém. Estão certos nesta opção. É algo positivo e vocês são um líder mundial outra vez. Vocês terão o primeiro avião [Gripen NG] no mundo voando aqui”, explica sobre a operação do novo caça. A FAB deve receber o primeiro Gripen NG em 2019.