COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

Brasil sedia planejamento de exercício de ajuda humanitária

4ª edição do Exercício Cooperação será realizada em abril de 2016 na Argentina
Publicado: 16/09/2015 08:55
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  EMAERO Brasil sedia até sexta-feira (18/09), em Salvador (BA), a 18ª reunião do comitê do Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (SICOFAA). Os 33 delegados, representantes de 14 forças aéreas do continente americano, planejam a 4ª edição do Exercício Cooperação, que simulará uma operação combinada de ajuda humanitária a uma catástrofe. O exercício será realizado em Mendoza, na Argentina, em abril de 2016.

“Esta é uma fase complexa, pois estamos estabelecendo a base do exercício”, explica o Tenente-Coronel Gerson Cavalcanti de Oliveira, chefe da seção de Sistema de Cooperação Internacional da Segunda Subchefia do Estado-Maior d
a Aeronáutica (EMAER). Depois deste primeiro planejamento, serão realizadas outras duas reuniões preparatórias (Uruguai e Canadá). A execução do exercício foi aprovada pelos comandantes das forças aéreas dos países-membros do SICOFAA, durante a 55ª Conferência Anual (CONJEFAMER), realizada na Cidade do México, México, em junho de 2015.

  EMAER Na abertura da reunião, na segunda-feira (14/09), o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Hélio Paes de Barros Júnior, destacou as experiências e conhecimentos adquiridos após os Exercícios Cooperação I e II proporcionoram a atualização do “Manual de Operações Aéreas Combinadas para Ajuda Humanitária”, empregado na realização do Exercício Cooperação III com realização de voos na região compreendida entre as cidades peruanas de Lima e Pisco em 2014. “São ferramentas importantes que muito contribuirão para o bom desenvolvimento das operações futuras, sejam elas reais ou simuladas”, afirmou o oficial-general.

Saiba mais - Criado em 1961, o Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (SICOFAA) abrange forças aéreas de 20 países do continente americano. Nesta reunião em Salvador estão participando representantes de Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Estados Unidos, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai, além da Academia Interamericana das Forças Aéreas (IAAFA).