DECEA

Unidade do Sistema de Controle do Espaço Aéreo ganha nova estrutura

Construção vai proporcionar a integração de mais equipamentos e sistemas que auxiliam o tráfego aéreo
Publicado: 27/09/2015 08:00
Imprimir
Fonte: PAME-RJ

Estruturas modulares sendo fixadas  1S BFT PessanhaO Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC) do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) passará a operar em uma nova estrutura. A unidade se prepara para realizar o monitoramento contínuo de todos os equipamentos de radar, auxílios à navegação, meteorologia, telecomunicações e tecnologia da informação operacional relativos ao espaço aéreo brasileiro. A construção, com término previsto para novembro, vai proporcionar a integração de mais equipamentos e sistemas.

O novo local terá sala de monitoramento, auditório e sala técnica equipada com infraestrutura de redes. A construção está sendo feita por meio de estruturas modulares denominadas Estação Modular Multi Funcional Transportável (EMMUT). “Este tipo de estrutura, além das vantagens de custo e tempo, sem abrir mão da qualidade funcional e estética, pode também ser desmontada e deslocada para qualquer outro local conforme necessidade”, explica o Diretor do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ), Coronel Engenheiro Dalmo José Braga Paim.Estruturas modulares sendo fixadas  1S BFT Pessanha

A unidade está sendo construída no PAME-RJ, que executa as atividades relacionadas ao suprimento e à manutenção de equipamentos de controle do espaço aéreo, detecção de defesa aérea, e de telecomunicações do Comando da Aeronáutica. No total, 43% do projeto já está concluído.

O coronel Paim destaca ainda os resultados que serão gerados pelas instalações. “A inoperância de um radar, ou sistema de telecomunicações, por exemplo, pode levar a uma reorganização do tráfego aéreo. O NuCGTEC, em sua nova estrutura, vai reduzir as indisponibilidades de equipamentos, evitando mudanças que afetem os passageiros”, afirma.

Estruturas modulares sendo fixadas  1S BFT PessanhaO NuCGTEC será capaz de disponibilizar informações mais precisas e em tempo real a diversas unidades, como o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA) e o Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV), entre outros. O núcleo também poderá realizar intervenções remotas nos equipamentos e sistemas, fornecer indicadores para apoio ao planejamento, analisar riscos para supressão de vulnerabilidades, gerenciar as manutenções preventivas e controlar as corretivas.

“O maior desafio nessa empreitada é a heterogeneidade dos equipamentos a serem monitorados e a dispersão geográfica do sistema, mas esses fatores não intimidaram a equipe do PAME-RJ, tendo em vista os diversos equipamentos já sob monitoração da unidade”, finaliza o diretor.