HOMENAGEM

Entrega de medalha marca aniversário de Santos-Dumont na capital federal

Solenidade realizada nesta segunda (20/07) na Base Aérea de Brasília condecorou 178 civis e militares
Publicado: 20/07/2015 14:18
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  Agência Força Aérea/ Cabo V. SantosO aniversário de 142 anos de nascimento de Alberto Santos-Dumont, patrono da Aeronáutica, foi celebrado nesta segunda-feira (20/07) em Brasília (DF) com a entrega da comenda que leva seu nome a 178 civis e militares. A homenagem também é realizada em outras 22 cidades em todo o Brasil e em 21 países. Ao todo, 613 pessoas recebem a medalha neste ano.

Na capital federal, a cerimônia presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, contou com as presenças dos Comandantes da Marinha, Exército, Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, entre outras autoridades militares. O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, também participou da cerimônia.

"Santos Dumont, patrono da aviação no Brasil, deve ser sempre reverenciado. É uma satisfação termos um brasileiro que fez o primeiro voo mais pesado do que o ar. Não tenho dúvida que ele, além de ser um exemplo em tudo o que fez no passado, é reverenciado não só pela sociedade brasileira, mas de todo o mundo", afirmou o Tenente-Brigadeiro Rossato. Leia aqui a mensagem do Comandante da Aeronáutica na íntegra.

Reconhecimento – Há 13 anos trabalhando na Aeronáutica, a Sargento Fabíola Hoffman não continha a ansiedade minutos antes de ir até as fileiras para receber a comenda. Especializada na área administrativa, a militar destaca que a medalha é uma maneira de reconhecimento que  materializa toda a dedicação, profissionalismo e serviço à Pátria. “Fico muito orgulhosa. É uma grande medalha, principalmente pelo que ela representa. A gente trabalha tanto e não espera algo em troca. É valorização do meu serviço, é o reconhecimento do meu trabalho”, declarou.

  Agência Força Aérea/ Cabo V. SantosEstrangeiros – Ao todo, 27 militares e dois civis estrangeiros receberam a medalha Santos Dumont. O adido militar aeronáutico do Equador no Brasil, Coronel Aviador Frank Vargas, é um deles. “Estou muito feliz. É uma distinção muito importante”, declarou antes da cerimônia. Trabalhando no País há um ano e quatro meses, o oficial equatoriano destacou as relações militares e comerciais entre os dois países. Em 2009, o Equador adquiriu 18 caças de ataque leve A-29 Super Tucano. Desde então, a cada seis meses, um piloto brasileiro segue para dar instrução no país vizinho. “Eu sou piloto de relógio” referindo-se às aeronaves que utilizavam tecnologia analógica. “O A-29 é um mundo novo, são 50 anos de tecnologia”, completa. O oficial comandou na cidade de Manta, o “Ala de Combate 23”. A unidade reúne os esquadrões que operam o Super Tucano. Além deles, outros dois pilotos e dois mestres de carga (loadmaster) da aeronave C-105 Amazonas também ministram instruções por lá. 

Profissionalismo e seriedade – A Procuradora Regional da Fazenda da Primeira Região, Cristina Luisa Hedler, conta  que sempre teve admiração pela Aeronáutica. No ano passado, sua equipe trabalhou em conjunto com a instituição na ação de defesa e de manutenção das tarifas aéreas, questionada pelas empresas de aviação. “Conheci como os integrantes da Aeronáutica são envolvidos e comprometidos com a causa pública. Muito profissionalismo, dedicação e seriedade. Só pudemos fazer uma boa defesa por que fomos muito bem municiados”, detalha. De acordo com a procuradora, a visão dela sobre as Forças Armadas mudou e a Medalha Santos-Dumont representa tudo isso. “É uma honra participar da cerimônia e uma honra maior ainda receber a medalha”, finaliza.

Busto – O consórcio Inframérica, que administra o Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília (DF), reinaugura às 15h desta segunda (20/07) o busto de bronze de Alberto Santos-Dumont. Agora, o busto ficará fixado à vista de todos os passageiros que desembarcam no segundo maior aeroporto do Brasil.