SAÚDE

Militares participam de palestra sobre doação de medula óssea

A doação é o tipo de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue
Publicado: 25/05/2015 16:20
Imprimir
Fonte: III COMAR

Campanha de doação de medula óssea  S1 J. RodriguesO efetivo do Terceiro Comando Aéreo Regional (III COMAR), do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial do Rio de Janeiro (BINFAE-RJ) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) receberam, na sexta-feira (22/05), informações sobre doação de medula óssea. A palestra foi realizada pela enfermeira Orleans Cabral, do Setor de Promoção à Doação de Sangue e de Medula Óssea, da Gerência Técnica de Hemoterapia do Hemorio. Os militares tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre o assunto e foram convidados a participar da campanha de doação, organizada pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no próximo dia 27.

A enfermeira Orleans destacou a importância da realização da palestra em ambiente militar, onde, segundo ela, há maior possibilidade de captação de doadores: “O militar, por causa de sua preparação e treinamento para exercer a profissão, tem mais disposição para ser doador do que o civil. Espero que consigamos muitos doadores aqui tanto de medula óssea quanto de sangue”, disse.

A doação de medula óssea é o tipo de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue, como leucemia e linfoma, sendo, em muitos casos, a única chance de cura. “A doação de medula óssea praticamente não gera incômodo ao doador, mas para o paciente é sua única esperança de continuar a viver”, explicou a enfermeira.

Os doadores ficam cadastrados no Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), onde são registradas suas informações pessoais e a tipagem sanguínea. Para se cadastrar é preciso ter idade entre 18 e 55 anos, além de boa saúde.

Quando é encontrado, no banco de dados, compatibilidade com o paciente, o doador é contatado e inicia-se o processo de exames para confirmação da possibilidade de doação. Todo o procedimento não gera custos ao doador que, ao final dos exames, pode ainda optar por realizar ou não a doação.