SOCIAL

Aeronáutica homenageia os profissionais de serviço social

São 137 oficiais da área no efetivo da FAB
Publicado: 15/05/2015 17:15
Imprimir
Fonte: DIRINT

  Hoje, 15 de maio, dia do profissional de serviço social, o Comando da Aeronáutica comemora o aumento do número de militares dessa especialidade em seu efetivo. Atualmente são 137 oficiais, designados para bases aéreas, hospitais e outras organizações espalhadas por todo o País. Somente no último ano, foram incorporados 52 novos profissionais da área.

"A contribuição da profissão, por meio da realização dos diversos programas e projetos sociais, vem se caracterizando como ferramenta estratégica na gestão das múltiplas formas da questão social nas Organizações Militares", afirmou, em Ordem do Dia, o Diretor de Intendência da Aeronáutica, Major-Brigadeiro Intendente Vilmar Gargalhone Corrêa.

Um marco para a profissão na Aeronáutica foi a incorporação, em 2015, de duas oficiais no recém-criado Quadro de Oficiais de Apoio. Elas estão em formação no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte (MG), e têm expectativa de carreira até o posto de Coronel.

Leia a Ordem do Dia:

ORDEM DO DIA DO ASSISTENTE SOCIAL

No dia 15 de maio quando é comemorado o dia do Assistente Social, a Subdiretoria de Encargos Especiais (SDEE), órgão central do Sistema responsável pelas ações de proteção social no Comando da Aeronáutica, ressalta a importância do trabalho dos profissionais de serviço social e dá a visibilidade aos avanços conquistados pela profissão ao longo dos 65 anos da sua existência na Aeronáutica. Uma história iniciada na década de 40, com inserção das assistentes sociais civis no âmbito da Saúde, e que ganhou novos rumos com as Oficiais do Quadro Feminino (QFO). Posteriormente, revitalizou-se com a chegada e ampliação dos militares do Quadro Complementar da Aeronáutica (QCOA), a partir da década de 1990. Tal processo foi fortalecido com o ingresso dos Oficiais do Quadro de Oficiais Convocados (QOCON) e, mais recentemente, com a aprovação da especialidade de serviço social no Quadro de Apoio (QOAP). É nesse cenário que emergem novos horizontes para a profissão, inaugurado pela perspectiva de uma carreira para a categoria dos assistentes sociais, cuja contribuição será expressa na efetivação e sustentabilidade das políticas de proteção social da Aeronáutica.

A contribuição da profissão, por meio da realização dos diversos programas e projetos sociais, vem se caracterizando como ferramenta estratégica na gestão das múltiplas formas da questão social nas Organizações Militares. Tal fato reflete em um duplo movimento: o primeiro é o reconhecimento do trabalho dos profissionais que consolida sete décadas de comprometimento e excelência nos serviços prestados ao efetivo, e o segundo, recai nos novos desafios diante dos requerimentos atuais, para os assistentes sociais, em uma Força Armada.

Diante das novas conformações que dominam a cena contemporânea, é determinada aos setores de apoio e proteção social, a construção de instrumentos que respondam as complexidades que atravessam o universo de vida e trabalho do nosso efetivo. Assim, é imperativo ir além do conhecimento técnico-científico originário da categoria profissional, historicamente atrelado às políticas públicas de corte social, no sentido da construção de um arsenal de conhecimentos e competências, renovados pela conexão diária entre as demandas do efetivo, da sociedade brasileira e da missão constitucional da Força Aérea.

Nesse cenário, o tema da capacitação profissional ganha realce e dá um novo tom às ações até o momento realizadas nessa área, transformando-se num grande objetivo a ser alcançado pelo Órgão Central, ao reconhecer como uma condição fundamental à gestão plena da Política de Assistência Social do Comando da Aeronáutica.

Parabenizo o esforço dos assistentes sociais que incentivam a pesquisa cientifica, na área das ciências sociais e humanas no interior das nossas Organizações Militares, por meio dos estágios supervisionados com diversas universidades em todo o país, constituindo-se assim no elo indispensável entre a teoria e a prática, que resulta na qualificação dos serviços prestados ao efetivo e à sociedade.

Tal movimento é fundamental para a ampliação da produção acadêmica e dos estudos na área, expresso principalmente, na premiação de trabalhos dos assistentes sociais do Comando da Aeronáutica, em eventos nacionais e internacionais ao longo dos últimos anos. Esse movimento representa o incessante esforço dos nossos profissionais, pela sistematização e visibilidade das ações concretizadas no cotidiano profissional, nos diferentes espaços sócio-ocupacionais do Comando da Aeronáutica, representados pelos: Núcleos de Serviço Social, Escolas Militares, Hospitais, Bases Aéreas, Parques e Organizações Militares pertencentes ao Sistema de Controle e Defesa do Espaço Aéreo, Dessa forma, reconhece-se a importância do trabalho realizado e do comprometimento dos nossos assistentes sociais, que tem como horizonte a emancipação e o apoio ao homem.

Que o dia 15 de maio seja um dia de reflexão sobre o significado e importância da profissão e das suas conquistas em nossas instituições militares. Que seja, sobretudo, um dia de celebração e de alegria, para todos os assistentes sociais.
Parabéns Assistentes Sociais do Comando da Aeronáutica!

Rio de Janeiro, 15 de maio de 2015

Major-Brigadeiro Intendente Vilmar Gargalhone Corrêa
Diretor de Intendência