OPERACIONAL

Esquadrão Adelphi celebra 40 mil horas de voo em caças A-1

Publicado: 02/12/2014 16:52
Imprimir
Fonte: BASC

Esquadrão Adelphi durante a solenidade  2S Leonardo

O Esquadrão Adelphi comemorou na última sexta-feira (28/11) seu aniversário de 26 anos e a marca de 40 mil horas de voo em caças A-1, fabricados no Brasil pela Embraer. A solenidade teve homenagens aos militares com elevado desempenho operacional, como os que receberam o diploma de Destaque Operacional de platina, ouro e prata; o distintivo Operacional de Líder de Esquadrão da Aviação de Caça; e o prêmio de Graduado e Praça padrão do Esquadrão Adelphi.

 

A solenidade realizada na Base Aérea de Santa Cruz (BASC), no Rio de Janeiro, foi presidida pelo Chefe de Estado Maior do Comando Geral De Operações Aéreas (COMGAR) e Chefe de Logística do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério da Defesa, Tenente-Brigadeiro do Ar Antônio Carlos Moretti Bermudez, que comandou o Esquadrão Adelphi no período de 1999 a 2001.

No dia posterior, foi realizado o XXVI Raduno dos Adelphis, que contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Juniti Saito, e de membros do Alto Comando da Aeronáutica. Durante o evento, os pilotos que completaram as marcas de 1.000 horas e 500 horas de voo na aviação de caça, receberam um prêmio, juntamente com os pilotos que concluíram o curso da aeronave A-1 e o piloto mais eficiente do ano.

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Juniti Saito, Adelphi Honorário 30, também recebeu uma homenagem do 1°/16° GAV e foi efetuada a entrega do título de Adelphi Honorário ao Comandante da BASC, Coronel Aviador Luiz Cláudio Macedo Santos, e à Assessora da Associação Brasileira de Pilotos de Caça (ABRA-PC), Ana Paula Aguiar de Farias.

Frota modernizada

O Esquadrão Adelphi foi a primeira unidade da FAB a ser equipada com aviões de caça concebidos com a participação da indústria nacional, fato concretizado com o recebimento do primeiro A-1 de série, em 17 de outubro de 1989.

A história do Esquadrão começou antes, em 4 de fevereiro de 1988, quando foi criado o núcleo para implantação da aeronave A-1 na BASC com a missão de preparar um grupo inicial de militares para o emprego e manutenção da aeronave, bem como acompanhar as obras das instalações do esquadrão. Em 7 de novembro do mesmo ano, o Esquadrão foi ativado no lugar do núcleo.

Atualmente, as aeronaves A-1 do Esquadrão passam por um processo de modernização. A primeira foi recebida em 3 de setembro de 2013 e já há três unidades em operação, designadas A-1M.

 

 

 

 

Leia mais sobre a modernização dos caças A-1 na reportagem da revista Aerovisão: