KC-390

Embraer participa de exercício da FAB para aperfeiçoar nova aeronave

Já foi assinado o contrato para aquisição de 28 unidades. A primeira será recebida em 2016
Publicado: 18/08/2014 12:04
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

Concepção artística do KC-390  EmbraerEngenheiros da Embraer participaram em Campo Grande (MS) da primeira semana do exercício Transportex, que acontece até o próximo dia 26 de agosto com a participação de quinze esquadrões da FAB. O objetivo deles foi refinar a nova aeronave de transporte da FAB, o KC-390.

“A Embraer faz essas visitas para aprender e entender como nós utilizamos nossas aeronaves de transporte. Assim, nós teremos um produto adequado às nossas necessidades. Na Transportex eles conseguem colher informações de vários esquadrões em um só lugar”, explica o Major Fernando Benitez Leal, da gerência técnica do projeto. A comitiva é composta por engenheiros de sistemas, interiores, ensaios em voo, sistemas ambientais e instrução de clientes.

“O intuito é adquirir conhecimento e a base de doutrina para desenvolver o curso para os pilotos e fomentar melhorias, junto aos engenheiros responsáveis pelo sistema do produto, para suprir quaisquer lacunas que possam existir”, explicou Otávio Baroni, instrutor de clientes da Embraer.

KC-390 em montagem na Embraer  Sgt Bruno Batista / Agência Força AéreaOs representantes da empresa assistiram a uma palestra sobre os procedimentos da FAB em missões de evacuação aeromédica, como no transporte das vítimas da Boate Kiss, em Santa Maria (RS), em 2013. “O transporte de enfermos exige algumas peculiaridades como a utilização de equipamento de UTI. A Embraer precisa entender os detalhes que a aeronave necessita para atender a missão, como, por exemplo, ter um ponto de tomada elétrica de uma voltagem específica para eu poder ligar esse equipamento”, afirma o Major Benitez. Nessa configuração, cada KC-390 poderá transportar até 74 macas.

Equipes da Embraer também já estiveram na Antártida para acompanhar voos dos C-130 Hércules da FAB. A partir da visita, foram identificadas as adaptações para que o novo jato possa operar naquele tipo de ambiente.

Em maio, foi assinado o contrato para a aquisição de 28 unidades para a Força Aérea Brasileira. A primeira deve ser entregue em 2016.