RESGATE

7° ETA transporta índia da fronteira com a Colômbia para Manaus

Publicado: 12/07/2013 13:29
Imprimir
Fonte: VII COMAR

                                                                                                       Uma índia foi removida, na quinta-feira (11/07), de Tabatinga (1106 km de Manaus) e transportada para a capital do Amazonas para receber tratamento médico. A missão foi realizada pelo Sétimo Esquadrão de Transporte Aéreo (7° ETA) e coordenada pelo Sétimo Serviço Regional de Saúde (SERSA-7).
“A menina estava brincando em uma árvore quando  caiu lá de cima”, disse a avó da menina, Suzana Caetano Farias. Com a queda, ela fraturou o fêmur e a tíbia – ossos da perna – e o rádio – osso do braço.
O acidente ocorreu na comunidade indígena que a menina mora, localizada nas imediações do município de Tabatinga, fronteira do Brasil com a Colômbia. Ela precisava de procedimentos cirúrgicos, recursos que a cidade não possui. “Durante dois dias, o município tentou a remoção, através da aviação civil, mas sem sucesso. A Aeronáutica foi, então, acionada e, em menos de 24 horas, a equipe estava decolando”, disse o 1T Med Waldyr Moyses de Oliveira Junior.
Após sete horas de voo, a índia chegou a Manaus para ser levada ao hospital da cidade. Caso não recebesse o tratamento adequado, corria o risco de não andar mais e ter limitações motoras no braço. “Tínhamos doze horas para cumprir a missão com segurança. A distância era grande e queríamos trazê-la no mesmo dia. A solução foi decolarmos cedo e sermos ágeis a cada pouso do avião, que ainda precisou fazer um pouso de abastecimento em Tefé (520 km de Manaus)”, disse o 1T Av Marcelo de Oliveira Faria, piloto da aeronave.