CAPACITAÇÃO

Ministério da Defesa e Forças Armadas realizam simpósio de Controle Interno

Publicado: 01/11/2012 13:31
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

O Ministro da Defesa, Embaixador Celso Amorim, afirmou nessa quarta-feira (31), em Brasília, durante abertura do 2º Simpósio de Controle Interno do Ministério da Defesa, que a transparência deve ser a regra, e o sigilo, a exceção. O Ministro citou como exemplo a Lei de Acesso à Informação, em vigência desde maio deste ano. Amorim destacou, ainda, que para a Defesa, a marca da transparência do ano foi a publicação do Livro Branco de Defesa Nacional, que contém dados estratégicos, orçamentários, institucionais e materiais detalhados sobre as Forças Armadas. “O Livro Branco dá ao cidadão a possibilidade de conhecer os planos e programas da Defesa”, disse o Ministro.

Sediado e organizado pela Força Aérea, o evento que termina nesta quinta-feira, conta com a presença de representantes do Ministério da Defesa, da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, totalizando 170 participantes.

O encontro tem por finalidade promover o intercâmbio de conhecimentos e aperfeiçoar as técnicas do Sistema de Controle Interno Federal. O simpósio que é coordenado pela Secretaria de Controle Interno do Ministério da Defesa é realizado a cada dois anos.

A primeira palestra foi do Presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Ministro Benjamin Zymler. Ele ressaltou a importância do tema, ao abordar as novas vertentes e os desafios do Controle Externo.

Para a Capitão Marjorie Tagata, do Controle Interno da Base Aérea de Recife, o encontro mostrou uma outra percepção da área. “Além da parte legal, o controle interno imprime agilidade à administração pública por meio de um gerenciamento de eficácia e eficiência”, afirma.

Estiveram presentes na cerimônia de abertura, o Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Júlio Soares de Moura Neto; o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Juniti Saito; e o Secretário de Economia e Finanças do Exército, General-de-Exército Araken de Albuquerque, que representou o Comandante Enzo Martins Peri.

Centro de Controle Interno da Aeronáutica – Em outubro, a Aeronáutica criou o Centro de Controle Interno da Aeronáutica (CENCIAR), nova organização militar de assessoria direta e imediata ao Comandante da Aeronáutica.
Como unidade setorial do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal, o CENCIAR sujeita-se à supervisão técnica e orientação normativa da Secretaria de Controle Interno do Ministério da Defesa.
“A mudança representa a possibilidade de melhoria na gestão dos recursos financeiros destinados ao COMAER, já que agora contará com uma postura de caráter preventivo, com controle e antecipação de medidas, além da maior independência e agilidade obtida com a subordinação direta ao Comandante da Aeronáutica”, afirmou o Brigadeiro Intendente Hiran Willians de Almeida, chefe do CENCIAR.