HOMENAGEM

Memória do Patrono da FAB é reverenciada no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro

Publicado: 21/09/2012 12:22
Imprimir
Fonte: III COMAR

O lendário Campo dos Afonsos sediou (20/09) a comemoração do 116º Aniversário de Nascimento do Marechal do Ar Eduardo Gomes, Patrono da Força Aérea Brasileira. A solenidade foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Juniti Saito, e teve a presença de Oficiais Generais do Alto Comando.

Entre os que tiveram a oportunidade de conviver com o Patrono da FAB, as recordações são de um militar e um ser humano extraordinários. Ajudante de Ordens do Marechal Eduardo Gomes entre os anos de 1965 e 1967, quando ocupou pela segunda vez o cargo de Ministro da Aeronáutica, o Tenente-Brigadeiro  do Ar Mauro José de Miranda Gandra o tinha como um exemplo. “Ele assumiu o ministério num período em que estava se convalescendo de uma cirurgia. Pouquíssimo tempo depois, era difícil acompanhar o ritmo dele, e veja que ele estava com 71 anos de idade”, afirmou o Tenente-Brigadeiro Gandra, à época, capitão. Décadas depois, em 1995, o Tenente-Brigadeiro Gandra se tornaria Ministro da Aéronáutica. “Ele era uma figura inominável, tinha ótimo senso de humor. Aparentemente sisuso, era uma pessoa pitoresca”, relembrou.

O Major-Brigadeiro-do-Ar José Rebelo Meira de Vasconcelos, veterano da Segunda Guerra Mundial, serviu no Campo dos Afonsos na década de 1950, e vivenciou um dos maiores legados do Marechal: o Correio Aéreo Nacional (CAN). “Ele foi além da Força Aérea, viu o Brasil como um todo. O CAN levou médico, remédio e comida aonde não tinha. Você pousava no Acre e tinha fila de gente para ser atendida, houve uma época em que um médico naquela região era novidade”, disse.

Durante a cerimônia militar foram prestadas homenagens ao Patrono da FAB, como a aposição de flores em seu busto e o hasteamento da insígnia de Marechal-do-Ar. A solenidade teve a participação de escolares do Colégio Brigadeiro Newton Braga (CBNB), Fundação Osório e Projeto Colibri, uma ação sócio-educativa desenvolvida na Base Aérea dos Afonsos (BAAF). Uma exposição do Museu Aeroespacial (MUSAL) reuniu, na BAAF, parte da história e objetos pessoais do Marechal Eduardo Gomes.