Homenagem


Confira o videoclipe que homenageia os militares da Infantaria da Aeronáutica.



A formação dos Oficiais e Especialistas


Ocurso de Infantaria na Academia da Força Aérea (AFA), localizada em Pirassununga (SP), dura quatro anos e é bem completo. As atividades específicas começam no segundo ano, quando começam as matérias técnico-especializadas que fazem parte de iniciação na área, entre elas, Táticas de Combate Terrestre, Navegação Terrestre e Equipamentos Bélicos.

É em Táticas de Combate Terrestre, por exemplo, que são ensinadas técnicas de combate individual e em grupo, empregadas pelo combatente no momento de um conflito armado. Na prática, os instrutores criam um ambiente de conflito simulado para que os alunos possam cumprir as missões que são determinadas.

Com os anos, a formação vai se aprofundando. No terceiro ano, os cadetes precisam passar por diversas disciplinas, como Estágio Básico de Combatente de Montanha, Operações Aeromóveis, Estágio de Polícia da Aeronáutica e Operações Aeroterrestres.

O Estágio de Montanha, geralmente, tem a duração de uma semana e, nesse período, eles são submetidos a instruções técnicas e práticas de nós e amarrações, além de escalada em diversas rotas da serra tanto à noite como durante o dia. E em Operações Aeromóveis, ocorrem as atividades realizadas com os helicópteros, como os vários métodos de infiltração e exfiltração como rapel, hellocast e o pouso de assalto.

No Estágio de Polícia da Aeronáutica são ensinadas as técnicas de controle de distúrbios e os efeitos dos armamentos de baixa letalidade, como gás de pimenta e o gás lacrimogêneo e em Operações Aeroterrestres os cadetes realizam saltos de emergência e equipados com armamentos.

Já o quarto ano do curso é marcado especialmente pela disciplina de Operações de Selva e o Estágio de Instrutor de Tiro. A disciplina é realizada na região amazônica onde eles conhecem as peculiaridades da região. E o estágio capacita a ministrar instruções de tiro com todos os armamentos da Força Aérea.

Ao final dos quatro anos, o cadete recebe o grau de Bacharel em Ciências Militares com Habilitação em Infantaria da Aeronáutica e Bacharel em Administração com ênfase em Administração Pública.


Confira no vídeo como é a formação do aluno da Academia da Força Aérea.


Mas não são somente os oficiais formados pela AFA que trabalham na área de Infantaria. Os Especialistas em Guarda e Segurança que passam dois anos em formação na Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), localizada em Guaratinguetá (SP), também, exercem atividades na área.


Clique e assista ao vídeo

Atividades


O s militares de Infantaria exercem diversos tipos de atividades, desde a Garantia da lei e da Ordem até a Defesa Antiaérea. Confira abaixo como são realizadas algumas dessas ações:

- Garantia da Lei e da Ordem


O objetivo é o planejamento (em nível tático), a coordenação e execução da Ação de Força Aérea de Política da Aeronáutica a fim de contribuir para a promoção de um ambiente pacífico e seguro, com base na missão constitucional de Defesa da Pátria. Confira no vídeo abaixo como foi o trabalho Batalhão de Infantaria de Garantia da Lei e da Ordem, criado pela FAB para atuar durante os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.



Veja a formação de alguns cães e condutores.

- Missão de Paz


Conheça a rotina dos militares de infantaria da FAB que atuaram na Missão da ONU para a Estabilização do Haiti no vídeo abaixo:


- Defesa Antiaérea


Existem três Grupos de Defesa Antiaérea da FAB. Eles são capacitados para impedir, do solo, possíveis ataques de aeronaves e engenhos aeroespaciais a pontos estratégicos do País. O treinamento consiste em um intenso programa de instruções, abrangendo a prática semanal em simuladores do míssil antiaéreo IGLA-S, o lançamento de munições inertes de treinamento e o reconhecimento visual das aeronaves civis e militares.

Veja abaixo um treinamento do Segundo Grupo de Defesa Antiaérea:


- Busca e Salvamento


O FAB em Ação destacou, também, como é o trabalho dos militares de infantaria do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento, mais conhecido como PARA-SAR. A unidade de elite da FAB atua em missões de Busca e Salvamento. Veja:



- Batedores


São uma equipe de motociclistas que realizam escolta de diversos tipos. Na FAB, geralmente, são utilizados 8 militares para compor o comboio - meio de transporte composto por diversos veículos ligados entre si. O Corpo de Batedores é composto por militares da Infantaria da Aeronáutica ou Guarda e Segurança, que possuem Habilitação categoria A e que não tenham sofrido qualquer penalidade por infração no trânsito.



- Medidas de Controle de Solo


Esse procedimento é realizado em solo quando uma aeronave é interceptada no ar. Os militares fazem a abordagem logo após o pouso obrigatório para averiguação de irregularidades.

Curiosidades


- Data comemorativa



O dia 11 de dezembro relembra a ativação das primeiras Companhias de Infantaria do Ministério da Aeronáutica, destinadas principalmente à proteção e guarda das instalações militares da Força, realizada no ano de 1941.

- Patente



A maior patente a que pode chegar o oficial de infantaria é a de Brigadeiro. O Posto foi incluído em 25 de novembro de 2007, tendo como pioneiro o Brigadeiro de Infantaria Agostinho Shibata.

- Órgão Centralizador



Para organizar e estabelecer padrões almejados, foi criado o COMPREP, que absorveu as tarefas de doutrina antes executadas pelas Forças Aéreas. Conta com três grandes áreas (subchefias): planejamento e gestão; doutrina da aviação; e segurança e defesa (infantaria).

- BINFAE

Além dos BINFAs, existem oito Batalhões de Infantaria da Aeronáutica Especial (BINFAEs) localizados em Belém, Brasília, Canoas, Manaus, Recife e no Rio de Janeiro (Afonsos, Galeão e RJ).

Álbum de Fotos


- Flickr

Infantaria de Aeronáutica

- Exposição

2016 - Exposição da Infantaria


Canção da Infantaria da Aeronáutica


Letra e Música: SO Sebastião Gonçalves Ribeiro

I
Infantaria, serás sempre altaneira!
Teus soldados, tu bem sabes escolher,
Com heroísmo, tu defendes a Bandeira,
Honrando a Pátria que herdaste ao nascer,

II
Olhar de frente o inimigo a derrotar,
Com vigor, repelir seu avançar.
Tu és da Força Aérea Brasileira o fuzil,
Vigilante, em defesa do Brasil.

ESTRIBILHO
Infantaria a zelar,
Na guerra ou na paz a lutar,
Salvaguarda da aviação
Infantaria sem temor,
Em busca da paz, com ardor,
É o Brasil o teu berço, o teu chão.

III
A decolagem e o pouso velarás.
Com Sucesso, os vetores vão voar.
Teu braço forte e peito erguido manterás,
A Deus orando para sempre te olhar,

IV
E no combate sempre pronta a engajar,
Muita garra e ímpeto sem par.
Tu és da Força Aérea Brasileira o fuzil,
Vigilante, em defesa do Brasil.

(Estribilho)

TEXTO: Tenente Jornalista João ELIAS  |  WEBDESIGN: Sargento Especialista SAMIR Melo  |  FOTOS: Agência Força Aérea

Melhor visualização: 1920 x 1080 pixels, Desktop.