A Dimensão 22 corresponde a uma área de 22 milhões de km2, um cenário tridimensional fabuloso que a Força Aérea Brasileira protege por meio das ações de Controlar, Defender e Integrar.






O Controlar diz respeito à responsabilidade da Força Aérea Brasileira pelo controle de voos no espaço aéreo brasileiro. Em cumprimento a acordos internacionais, o Brasil é, também, responsável por controlar voos além do continente, sobre o Oceano Atlântico, totalizando 22 milhões de km2. Ainda, em toda essa área, a FAB cumpre missões de busca e salvamento para localizar e salvar pessoas em perigo na terra ou no mar.




O Defender refere-se à garantia da soberania do espaço aéreo, que inclui todo o território brasileiro e suas fronteiras, além da zona econômica exclusiva, totalizando 12 milhões de km2. Com unidades operacionais em regiões estratégicas, a FAB defende essa área utilizando sua estrutura de defesa aérea por tipos de aviações: Caça, Transporte, Patrulha Marítima, Reconhecimento, Asas Rotativas e Alerta Aéreo Antecipado. Além da aviação, utiliza ações terrestres de CONTRATERRORISMO, de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e de Defesa Antiaérea.



O Integrar o território nacional também é missão da FAB. Grande parte das aeronaves da FAB proporciona a integração do Brasil em diferentes missões. Ajuda humanitária, ações cívico-sociais, transporte de pessoas e suprimentos, transporte de órgãos e de urnas eleitorais, evacuações aeromédicas, e construção de pistas são algumas das ações que levam direitos fundamentais à população carente em regiões de difícil acesso do País.






Conheça alguns dos projetos da Dimensão 22.






O caça sueco de múltiplo emprego Gripen NG é um modelo supersônico monomotor projetado para missões ar-ar, ar-mar e ar-solo sob quaisquer condições meteorológicas. A FAB receberá 36 unidades da nova aeronave até 2024 para atuar na Defesa Aérea da Dimensão 22.

A versão brasileira, desenvolvida em parceria com empresas locais, contará com modernos sistemas embarcados, radar de última geração e capacidade para empregar armamentos de fabricação nacional.

Em termos estratégicos, representa a possibilidade de entrada do Brasil como parceiro em um programa de alta tecnologia. Haverá reflexos duradouros para a indústria de defesa nacional, com foco na transferência de tecnologia para o País.








A produção do KC-390 tem por objetivo o desenvolvimento de aeronaves de transporte militar e reabastecimento em voo para substituição dos Hércules C-130.

O KC-390 será capaz de operar em pistas não pavimentadas em qualquer local do planeta, como a Antártida, a Amazônia e o Pantanal. Seus sistemas de autodefesa o tornarão menos suscetível a ameaças em ambiente hostil. Deve constituir-se em uma das mais importantes ferramentas da FAB para cumprir sua missão constitucional na Dimensão 22 de prover mobilidade estratégica às Forças de Defesa do Brasil.

O desenvolvimento dessa nova aeronave posicionará o Brasil como protagonista entre os fabricantes de equipamentos de defesa no mundo, além de possibilitar exportações de um produto de alto valor agregado.










Segundo a Estratégia Nacional de Defesa, a FAB é também responsável pelo desenvolvimento de projetos no Setor Aeroespacial, assim como a operação e o monitoramento de satélites. Em vista disso, o Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE) estabelece a estratégia de implantação de sistemas espaciais de defesa com uso integrado - militar e civil.

O PESE permite que as operações das Forças Armadas tenham o necessário suporte das aplicações espaciais de forma coordenada e integrada. Além disso, traz benefícios diretos e indiretos a todas as ações de governo em prol da sociedade brasileira.

O Brasil, no contexto da Dimensão 22, não pode prescindir do uso do espaço para benefício de sua sociedade e aprimoramento de seus sistemas de defesa. Incluir o País num cenário global onde poucos detêm a capacidade gerencial, operacional, tecnológica e industrial para fazer uso do espaço requer esforço coordenado entre diversos segmentos da sociedade, a fim de conquistar a independência do Setor Aeroespacial brasileiro.















T-25 Universal
Aeronave de instrução
Envergadura: 11 m
Comprimento: 8,60 m
Peso máximo de decolagem: 1.700 kg
Velocidade máxima: 240 kt (444 km/h)
Teto de Serviço: 12.995 ft (3.962 m)



T-27 Tucano
Aeronave de instrução
Envergadura: 11,14 m
Comprimento: 9,86 m
Peso máximo de decolagem: 3.175 kg
Velocidade máxima: 280 kt (519 km/h)
Teto de Serviço: 30.000 ft (9.144 m)



A-29 Super Tucano
Aeronave de caça e treinamento
Envergadura: 11,14 m
Comprimento: 11,34 m
Peso máximo de decolagem: 5.400 kg
Velocidade máxima: 320 kt (593 km/h)
Teto de Serviço: 34.999 ft (10.668 m)



A-1 M
Aeronave de caça
Envergadura: 9,78 m
Comprimento: 13,50 m
Peso máximo de decolagem: 13.000 kg
Velocidade máxima: 550 kt (1.020 km/h)
Teto de Serviço: 42.700 ft (13.015 m)



F-5M
Aeronave de caça
Envergadura: 8,53 m
Comprimento: 14,45 m
Peso máximo de decolagem: 11.192 kg
Velocidade máxima: 1.139 kt (2.112 km/h)
Teto de Serviço: 51.804 ft (15.790 m)



C-95M Bandeirante
Aeronave de transporte
Envergadura: 15,32 m
Comprimento: 15,10 m
Peso máximo de decolagem: 5.900 kg
Velocidade máxima: 230 kt (426 km/h)
Teto de Serviço: 25.000 ft (7.260 m)



C-98 Caravan
Aeronave de transporte e ligação
Envergadura: 15,87 m
Comprimento: 12,67 m
Peso máximo de decolagem: 3.929 kg
Velocidade máxima: 175 kt (324 km/h)
Teto de Serviço: 25.000 ft (7.620 m)



C-105 Amazonas
Aeronave de transporte
Envergadura: 25,81m
Comprimento: 24,50m
Peso máximo de decolagem: 23.200 kg
Velocidade máxima: 246kt (457km/h)
Teto de Serviço: 25.000ft (7.020m)



SC-105 Amazonas
Aeronave de busca e salvamento
Envergadura: 25,81m
Comprimento: 24,50m
Peso máximo de decolagem: 23.200 kg
Velocidade máxima: 246kt (457km/h)
Teto de Serviço: 25.000ft (7.020m)



C-130 Hércules
Aeronave de transporte e reabastecimento em voo
Envergadura: 40,40m
Comprimento: 29,80m
Peso máximo de decolagem: 69.750 kg
Velocidade máxima: 320 kt (593 km/h)
Teto de Serviço: 32.000ft (9.754 m)



KC-390
Aeronave de transporte e reabastecimento em voo
Envergadura: 35,05 m
Comprimento: 35,2 m
Peso máximo de decolagem: 81.000 kg
Velocidade máxima: Mach 0,8 (955 km/h)
Teto de Serviço: 10.973 m



C-97 Brasília
Aeronave de transporte
Envergadura: 19,78m
Comprimento: 20,07m
Peso máximo de decolagem: 11.990 kg
Velocidade máxima: 328 kt (608 km/h)
Teto de Serviço: 32.000 ft (9.754 m)



C-99
Aeronave de transporte
Envergadura: 20,04 m
Comprimento: 28,45 m
Peso máximo de decolagem: 20.100 kg
Velocidade máxima: 0,78 Mach
Teto de Serviço: 37.000 ft (11.278 m)



C-767
Aeronave de transporte
Envergadura: 47,6 m
Comprimento: 54,9 m
Peso máximo de decolagem: 52.000 kg
Velocidade máxima: 913 km/h
Teto de Serviço: 39.400 ft (12.000 m)



VC-1
Aeronave de transporte presidencial
Envergadura: 34,10 m
Comprimento: 33,84 m
Peso máximo de decolagem: 75.500 kg
Velocidade máxima: 531 kt (985 km/h)
Teto de Serviço: 41.000 ft (12.496 m)



VC-2
Aeronave de transporte presidencial
Envergadura: 28,72 m
Comprimento: 36,25 m
Peso máximo de decolagem: 51.800 kg
Velocidade máxima: 531 kt (985 km/h)
Teto de Serviço: 41.000 ft (12.496 m)



VC-99 A/B/C
Aeronave de transporte
Envergadura: 20,04 m
Comprimento: 29,87 m
Peso máximo de decolagem: 20.600 kg
Velocidade máxima: 828 km/h
Teto de Serviço: 11.212 m



Hermes RQ-450
Aeronave de reconhecimento
Envergadura: 10,50 m
Comprimento: 6,10 m
Peso máximo de decolagem: 520 kg
Velocidade máxima: 95 kt (176 km/h)
Teto de Serviço: 17.998 ft (5.486 m)



Hermes RQ-900
Aeronave de reconhecimento
Envergadura: 15 m
Comprimento: 8,30 m
Peso máximo de decolagem: 1.180 kg
Velocidade máxima: 119 kt (220 km/h)
Teto de Serviço: 30.000 ft (9.144 m)



R-35 AM
Aeronave de reconhecimento
Envergadura: 12,04 m
Comprimento: 14,80 m
Peso máximo de decolagem: 8.890 kg
Velocidade máxima: 470 kt (872 km/h)
Teto de Serviço: 45.000 ft (13.715 m)



R-99
Aeronave de reconhecimento
Envergadura: 20,04 m
Comprimento: 29,87 m
Peso máximo de decolagem: 23.400 kg
Velocidade máxima: 525 kt (955 km/h)
Teto de Serviço: 37.000 ft (11.278 m)



E-99
Aeronave de controle e alarme em voo
Envergadura: 21 m
Comprimento: 29,87 m
Peso máximo de decolagem: 24.000 kg
Velocidade máxima: 525 kt (955 km/h)
Teto de Serviço: 30.000 ft (9.144 m)



P-95 M Bandeirulha
Aeronave de patrulha marítima
Envergadura: 15,95 m
Comprimento: 14,91 m
Peso máximo de decolagem: 7.000 kg
Velocidade máxima: 230 kt (426 km/h)
Teto de Serviço: 27.000 ft (8.230 m)



P-3 M Orion
Aeronave de patrulha marítima e antissubmarino
Envergadura: 30,38 m
Comprimento: 35,61 m
Peso máximo de decolagem: 57.834 kg
Velocidade máxima: 328 kt (608 km/h)
Teto de Serviço: 30.000 ft (9.144 m)



IU-50
Aeronave de laboratório e inspeção em voo
Envergadura: 20,25 m
Comprimento: 20,74 m
Peso máximo de decolagem: 17.400 kg
Velocidade máxima: 800 km/h
Teto de Serviço: 45.000 ft (13.716 m)



IU-93A
Aeronave de laboratório e inspeção em voo
Envergadura: 15,66 m
Comprimento: 15,59 m
Peso máximo de decolagem: 12.701 kg
Velocidade máxima: 450 kt (834 km/h)
Teto de Serviço: 41.000 ft (12.497 m)





AH-2 Sabre
Helicóptero de interceptação e ataque
Diametro: 17,20 m
Comprimento: 19,50 m
Peso máximo de decolagem: 12.000 kg
Velocidade máxima: 181 kt (335 km/h)
Teto de Serviço: 16.000 ft (4.900 m)



H-1H
Helicóptero de transporte, busca e salvamento
Diametro: 14,63 m
Comprimento: 17,77 m
Peso máximo de decolagem: 4.309 kg
Velocidade máxima: 121 kt (224 km/h)
Teto de Serviço: 12.598 ft (3.840 m)



H-36 Caracal
Helicóptero de busca e salvamento
Diametro: 16,20 m
Comprimento: 19,50 m
Peso máximo de decolagem: 11.000 kg
Velocidade máxima: 175 kt (324 km/h)
Teto de Serviço: 19.882 ft (6.060 m)



H-50 Esquilo
Helicóptero de instrução
Diametro: 12,94 m
Comprimento: 10,93 m
Peso máximo de decolagem: 2.250 kg
Velocidade máxima: 132 kt (245 km/h)
Teto de Serviço: 15.000 ft (4.600 m)



H-60 Black Hawk
Helicóptero de busca e salvamento
Diametro: 16,36 m
Comprimento: 19,76 m
Peso máximo de decolagem: 10.660 kg
Velocidade máxima: 192 kt (357 km/h)
Teto de Serviço: 18.000 ft (5.486 m)



VH-34 Super Puma
Helicóptero de transporte presidencial
Diametro: 15,60 m
Comprimento: 16,29 m
Peso máximo de decolagem: 9.150 kg
Velocidade máxima: 262 km/h
Teto de Serviço: 5.180 m



VH-35
Helicóptero de transporte presidencial
Diametro: 10,20 m
Comprimento: 12,16 m
Peso máximo de decolagem: 2.910 kg
Velocidade máxima: 155 kt (287 km/h)
Teto de Serviço: 20.000 ft (6.096 m)
CECOMSAER - Centro de Comunicação Social da Aeronáutica