Homenagem


Veja no vídeo a seguir a mensagem a todos os aviadores da Força Aérea Brasileira.




Formação

Saiba como é a formação do piloto da Força Aérea Brasileira


Para se tornar piloto militar, uma das opções é ingressar na Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), localizada em Barbacena (MG). É na instituição de ensino médio da Força Aérea Brasileira (FAB) que os jovens travam seus primeiros contatos com a vida militar.

A preparação compreende a formação intelectual, correspondente hoje ao ensino médio, a formação militar que visa a integrar o aluno na profissão de oficial aviador e incentivar os valores e as virtudes militares, além da formação moral e cívica, baseada nos elevados conceitos de honestidade e lealdade, do amor à pátria e na convicção do cumprimento do dever.

Ao final do terceiro ano, o aluno é submetido ao Teste de Aptidão à Pilotagem Militar (TAPMIL) e, se for aprovado dentro do número de vagas, pode entrar diretamente na Academia da Força Aérea (AFA), localizada em Pirassununga (SP).

Já quem tem o ensino médio completo pode fazer o processo de seleção diretamente para a AFA. O exame de admissão compreende as etapas de Exame de Escolaridade; Inspeção de Saúde; Exame de Aptidão Psicológica; Teste de Aptidão à Pilotagem Militar (TAPMIL); Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF) e Validação Documental.

O piloto militar inicia a instrução aérea na aeronave T-25 Universal. A partir do segundo ano do curso, os cadetes-aviadores têm o primeiro contato com o voo e com a rotina de preparação e de estudo necessário para as missões aéreas. Depois de cumprirem uma sequência de etapas, os novos pilotos realizam o “voo solo”, quando pilotam, pela primeira vez, sem os instrutores e passam a participar de manobras acrobáticas e voos de formatura. No quarto e último ano, o cadete-aviador tem pela frente a aeronave de instrução avançada, o T-27 Tucano  

Ao se formar, o cadete recebe os títulos de Bacharel em Ciências Aeronáuticas, com habilitação em Aviação Militar, e de Bacharel em Administração, com ênfase em Administração Pública.

Após essa etapa, o aviador inicia a fase de especialização em uma das aviações da FAB - Asas Rotativas, Busca e Salvamento, Caça, Patrulha, Transporte ou Reconhecimento. Os cursos de especialização nas aviações são realizados na Ala 10, em Natal (RN), em três esquadrões: Gavião (1º/11º GAV), Rumba (1º/5º GAV) e Joker (2º/5º GAV).




Meu primeiro voo


     

Álbum de fotos


Hino dos Aviadores


Composição: Capitão Armando Serra de Menezes







Hino



Vamos filhos altivos dos ares
Nosso voo ousado alçar,
Sobre campos, cidades e mares,
Vamos nuvens e céus enfrentar.
D´astro rei desafiamos nos cimos,
Bandeirantes audazes do azul.
Às estrelas, de noite, subimos,
Para orar ao Cruzeiro do Sul.

ESTRIBILHO
Contato! Companheiros!
Ao vento, sobranceiros,
Lancemos o roncar
Da hélice a girar.


Mas se explode o corisco no espaço
Ou a metralha, na guerra, rugir,
Cavaleiros do século do aço,
Não nos faz o perigo fugir.
Não importa a tocaia da morte,
Pois que a Pátria, dos céus no altar,
Sempre erguemos de ânimo forte,
O holocausto da vida, a voar.

ESTRIBILHO
Contato! Companheiros!
Ao vento, sobranceiros,
Lancemos o roncar
Da hélice a girar.

TEXTO: Tenente Jornalista João Elias  |  WEBDESIGN: Cabo Lucas Marçal Freitas